Currículo em francês | Como fazer, diferenças e exemplos

Um currículo em francês pode abrir portas em países ao redor do mundo. Assim, quem quer viajar e começar uma carreira fora do Brasil, precisa elaborar bons documentos profissionais que atendam às necessidades do mercado de trabalho.

Classificação média para este modelo

5
Rated 5 out of 5
De 2 opiniões de clientes

Afinal, da mesma maneira que as empresas possuem características específicas aqui, em países de língua francesa não seria diferente. Portanto, não é somente realizar a tradução das informações no Google ou outra ferramenta, mas adaptar a estrutura e formato do CV.

Então, criamos um post completo para te ensinar como preparar seu CV em francês. Ao longo desta matéria, você vai ver dicas, exemplos e modelos para escrever um documento profissional. Faça sua carreira e seu nome atravessarem fronteiras lendo este guia até o final.

Como criar um curriculum vitae em francês?

Para escrever um bom modelo de curriculo em francês é preciso entender que será candidato em um país com cultura diferente. Por isso, a maneira de enxergar os candidatos e o mercado de trabalho não é igual à do Brasil.

Então, para escrever um bom CV é preciso estudar a organização e o que os recrutadores mais valorizam tanto no currículo, quanto no perfil profissional. Assim, é possível sair do trivial das ferramentas de tradução e realmente criar um documento que abra portas no mercado.

Para isso, confira um exemplo de como escrever um CV em francês:

Luis Carlos Arruda Peres
Avocat en droit public international
+55 (15) 9851-2301
Rua 9 de julho, nº 255 – Vila Prudente, São Paulo/SP.
advcarlosarruda@gmail.com
https://www.linkedin/in/luiscarlosarruda

Disponibilité : 1er avril 2022 (date d’arrivée en France)

Présentation
Avocat diplômé de l’UNIFESP doté de 5 ans d’expérience professionnelle au sein du ministère public de São Paulo,j je possède une spécialisation en droit public et en droit international appliqué, avec une excellente maîtrise de l’anglais, du français, de l’espagnol et de l’italien. Au cours des 2 dernières années, j’ai traité en moyenne 234 dossiers contentieux avec un taux de succès de 95,4%.

Expériences professionnelles
Avocat – Ministère public de São Paulo
2013 – 2018

  • Suivi et gestion des procédures dans le secteur des appels d’offres ;
  • Avis juridiques et analyses sur les stratégies à suivre au cours des procédures ;
  • Organisation et répartition des procédures en cours ;
  • Assistance juridique aux organismes publics.

Avocat stagiaire – association du barreau de São Paulo
2009 – 2013

  • Assistance dans la recherche juridique ;
  • Organisation des procédures ;
  • Suivi des audiences civiles et pénales ;
  • Actions juridiques au tribunal de l’enfance et de la jeunesse;
  • Rédaction de documents juridiques et ajout de pièces annexes ;
  • Autres activités demandées par les avocats collaborateurs.

Parcours académique

  • Diplôme de droit – Université Fédérale de São Paulo (UNIFESP)
    2008 – 2013
  • Diplôme d’études supérieures en droit public  – Université Fédérale de São Paulo (UNIFESP)
    2014 – 2016
  • Diplôme d’études supérieures en droit international – Université Fédérale de São Paulo (UNIFESP)
    2016 – 2018

Compétences

  • Bonnes capacités de rédaction
  • Communication orale
  • Français courant (C1);
  • Idées sutructurées;
  • Grande éthique ;
  • Collaboratif ;
  • Proactif
  • Esprit d’équipe ;
  • Créatif.

Centres d’intérêts

  • Culture française : voyages réguliers en France entre 2009 et 2015.
Observe como os campos e seções estão preenchidos de maneira organizada e com um bom aspecto visual. Não esqueça de dar um destaque para seu nome, deixando que o recrutador vá acompanhando as informações logo em seguida.

Como se diz currículo em francês?

Porém, se estiver querendo saber: o que é cv em francês? É bem simples. A língua possui origem no latim, assim como o italiano e o espanhol. Então, também se usa curriculum vitae para definir esse tipo de documento profissional.

Portanto, se quiser descrever ou explicar, dentro da norma culta de documentos franceses, podem ser utilizadas três formas diferentes:

  • Curriculum vitae
  • CV
  • Résumé

Qualquer nome entre esses será compreendido e aceito como parte do idioma. Assim, você pode aplicar para anúncios enviando o documento com esses nomes na  descrição. A formatação segue as mesmas normas de currículos no Reino Unido e países de língua inglesa.

Quais as diferenças entre um currículo em francês e um em portguês?

Caso você esteja se perguntando: como montar um currículo em Francês? É preciso entender quais as principais diferenças do CV aqui no Brasil. Basicamente, são outros pontos de valorização e informações importantes.

Por isso, confira quais as principais diferenças entre um currículo em francês e um em português:

  • A foto, apesar de não ser obrigatória, pode ser colocada sem problemas;
  • Não se coloca título no documento, somente seu nome;
  • Na França, é preciso incluir o Codex da cidade no CV;
  • Diferente de países de cvs ingleses e nos Estados Unidos, o estado civil não é uma informação ilegal no documento (fica na preferência do autor) em cvs franceses;
  • Você pode seguir o modelo de CV Europass (confira mais a seguir).

Como funciona o CV Europass?

A União Europeia, na tentativa de criar um padrão para os profissionais no território, criou o Europass. Assim, ele é uma junção de documentos para atribuições de emprego em países da Europa.

Basicamente, é composto de 4 documentos: o CV,  um Passaporte de Línguas, Documento de mobilidade (visto para trânsito entre os países),  Suplemento ao Título de Técnico/Certificado de Profissionalidade e o Suplemento ao Título de Cursos Superiores (Diploma).

Porém, ele não é obrigatório, ainda que forneça um excelente acesso a mais oportunidades de trabalho. Afinal, o Europass comprova que você está em situação legal, possui fluência no idioma nativo e está apto para desempenhar sua área profissional em outro país.

Quais informações colocar no currículo em francês?

As informações para criar um CV em francês podem gerar certas dúvidas nos candidatos. Afinal, como é um país diferente, cada tipo de dado pode ser mais ou menos relevante para uma vaga de emprego.

Então, confira um resumo básico do que inserir em cada seção no seu currículo em francês:

  • Entête (Cabeçalho): Identificação e contato profissional (nome, perfil linkedin, telefone fixo/celular e endereço de e mail)
  • Présentation (Apresentação): Resumo das suas qualificações e seu objetivo profissional
  • Formation qualifiante (Certificado/ Treinamento de habilidades/ Experiência): Outras empresas onde trabalhou antes
  • Formation scolaire (Formação educacional): Nível de educação escolar, cursos e especializações relevantes para a área
  • Compétences (Habilidades): soft skills (comportamentais) e hard skills (técnicas), carta de condução
  • Langues (Idiomas): Grau de fluência em línguas estrangeiras, com ou sem cursos (certificado de proficiência é necessário)
  • Certifications (Certificados): Cursos realizados, artigo com publicação e outras adições à sua qualificação
  • Bénévolat (Voluntariados): ONGs e NPOs
  • Prix (Prêmios): Entrevistas, Programa de TV, matérias com mais visualizações e outros méritos
  • Loisirs/Divers (Interesses): Preferências, hobbies e outros dados relevantes

Ainda, se atente a alguns pontos importantes: se você já tem uma graduação, não precisa inserir o ensino médio na formação. Além disso, coloque no máximo 3 experiências relevantes, para não deixar seu CV muito extenso.

Como funciona o mercado de trabalho em países de língua francesa?

Para quem tem fluência em língua francesa, existem várias oportunidades no mercado de trabalho. Assim, segundo a matéria publicada pelo IFESP, países como Canadá possuem opções incríveis na área de construção civil, para quem fala francês fluente.

Ainda, esses locais incentivam a chegada de imigrantes para várias outras áreas, como a tecnologia e saúde. Para quem souber escrever CV em francês, essa é a chance de ter acesso a oportunidades em um lugar com cultura totalmente diferente.

De acordo com a pesquisa feita pelo site Preciosmundi, o salário médio na França é de 2.300,00 euros (R$11.684,00). Outros locais ao redor do mundo também possuem bons rendimentos para quem quer mudar de endereço:

  • Canadá: $4.700,00 dólares canadenses (R$17.654,67);
  • Luxemburgo: $3.892,00 dólares (R$19.771,00)
  • Suíça: $ 5700,00 francos suíços (R$28.148,28)

De acordo com a cotação do momento em que foi escrito este artigo.

Além disso, existem pelo menos mais 30 países ao redor da África, América Central e Ásia que também utilizam o francês como língua. Então, para quem tem domínio deste idioma, as possibilidades de trabalho são bem altas em diferentes continentes.

Primeiros passos: cabeçalho e contatos

O primeiro passo para aprender como fazer um currículo em francês é elaborar um bom cabeçalho. Afinal, ele irá mostrar muitas informações importantes além do nome, até mesmo sobre seu perfil  de organização e atenção aos detalhes.

Portanto, insira contatos profissionais, com alias formais. Inclua também e mail e telefone aos quais tem acesso, sem esquecer de colocar o código internacional do Brasil (+55) em seu número para contato.

Afinal, você não vai querer perder uma vaga porque não conseguiram te contatar, certo? Ainda, separe os dados de maneira organizada, informando também seu perfil no Linkedin (se tiver) e outras redes sociais de trabalho, currículo lattes ou portfólio.

Veja a forma correta de escrever e formatar seu cabeçalho no CV em francês:

Cabeçalho Recomendado
Luis Carlos Arruda Peres
Avocat en droit public
+55 (15) 9851-2301
Rua 9 de julho, nº 255 – Vila Prudente, São Paulo/SP.
advcarlosarruda@gmail.com
https://www.linkedin/in/luiscarlosarruda

Apesar de no Brasil não se ter uma indicação para incluir endereço de morada completa no cabeçalho, na França e outros países de língua francesa esses dados são bem aceitos. Além disso, é importante colocar também o Codex, caso o país possua.

Veja também um exemplo que como não inserir seus dados e contatos pessoais no CV em francês:

Cabeçalho Incorreto
Luis Carlos Arruda Peres
Estado Civil: Casado, 2 filhos.
Nascimento: 23/05/1975
Contacts professionnels
+55 (15) 9851-2301
Rua 9 de julho, nº 255 – Vila Prudente, São Paulo/SP.
E mail: carlaodocorsa@gmail.com
https://www.linkedin/in/luiscarlosarruda

Alguns pontos importantes de ressaltar nesse exemplo: não misture informações em outro idioma, o currículo inteiro precisa estar em francês. Além disso, dados como estado civil e data de nascimento e nível social não são necessários, podendo ser informados durante a entrevista.

Adicione experiências relevantes no currículo em francês

Se você já atuou na área de formação, é fundamental inserir sua experiência no CV em francês. Afinal, o recrutador quer entender se você possui aptidão e bom desempenho para o desenvolvimento das atribuições no cargo.

Porém, podem surgir algumas dúvidas sobre o que é relevante ou não para a composição do currículo. Assim, separamos algumas dicas para te ajudar a criar uma boa descrição de experiências profissionais, confira:

  • Locais onde você já trabalhou antes (na mesma área ou com funções parecidas);
  • Estágios e outras atividades durante a graduação;
  • Trabalho como profissional independente ou autônomo;
  • Publicações de artigo, reconhecimentos e atuação na área acadêmica;
  • Produção de pesquisa e desenvolvimento;
  • Serviço online ou como freelancer;
  • Méritos, prêmios e reconhecimentos;
  • Redes sociais profissionais, site ou páginas (com boas visualizações);
  • Intercâmbios em outros países.

E quem vai procurar o primeiro emprego?

Para quem vai procurar o primeiro emprego, as experiências podem ajudar a conseguir mais chances. Afinal, muitas empresas hoje valorizam profissionais que possuem um bom perfil, dando opções de modalidades de contratação como trainee.

Os salários nesses tipos de contrato são mais baixos, mas podem te fornecer a experiência necessária (principalmente em empresas de maior impacto no mercado). Além disso, você também tem a chance de conseguir uma promoção depois de um tempo no cargo.

Portanto, o segredo para quem vai procurar o primeiro emprego é valorizar seus pontos fortes. Coloque sempre uma perspectiva positiva em seu CV. Além disso, se tiver experiência em outras áreas, descreva funções onde você desempenhou habilidades úteis ou parecidas.

Para te ajudar ainda mais, veja um exemplo de CV em francês com uma boa descrição de funções: 👇

Exemplo Correto
Directeur commercial – Techmare
2013 – 2014
  • Organisation de l’équipe et des tâches à accomplir l;
  • Participer à la résolution de problèmes des clients ;
  • Superviser la qualité et les activités.
Veja também a maneira errada de adicionar suas experiências ao CV:
Exemplo Incorreto
Directeur commercial – Techmare
2013 – 2014
  • Organisation;
  • Résolution de problèmes;
  • Supervision.
Note que com as funções tão resumidas, fica difícil de conseguir entender quais habilidades foram desenvolvidas. Portanto, mantenha a objetividade sem deixar de descrever o que realizou no cargo, ampliando seu perfil profissional de maneira adequada.

Insira habilidades para tornar seu perfil mais interessante

Hoje, as habilidades são uma parte importante do perfil profissional para qualquer tipo de emprego. Afinal, as empresas associam bem-estar no ambiente de trabalho com a produtividade e qualidade dos serviços prestados.

Portanto, além das habilidades técnicas (compétences techniques), as habilidades comportamentais (compétences générales) são fundamentais para a boa convivência e qualidade no local de trabalho.

👉Então, descubra algumas das habilidades mais valorizadas por recrutadores em um processo seletivo:

Habilidades comportamentais (Compétences générales)

  • Collaboration
  • Proactivité
  • Créativité
  • Leadership
  • Esprit d’équipe
  • Capacité à travailler dans l’urgence
  • Bonne capacité d’écoute
  • Force de proposition
  • Bonnes capacités de communication
  • Éthique
  • Capacités d’analyse

Habilidades técnicas (Compétences techniques)

  • Langues étrangères
  • Excellentes capacités de rédaction
  • Compétences en informatique
  • Compétences en techniques de vente
  • Service à la clientèle
  • Management des collaborateurs

Se escreve resumo profissional no currículo em francês?

Sim, é sempre bom incluir um breve resumo da sua carreira profissional, principalmente as principais realizações. Porém, ele precisa ser curto (não mais do que 6 linhas) e objetivo, contendo dados relevantes para o desempenho no qual está aplicando.

👉Confira um exemplo de resumo profissional correto no CV em francês:

Resumo profissional recomendado
Avocat diplômé de l’UNIFESP doté de 5 ans d’expérience professionnelle au sein du Ministère Public de São Paulo, j’ai une spécialisation en droit public et en droit international appliqué, qui possède une excellente maîtrise de l’anglais, du français, de l’espagnol et de l’italien. Au cours des 2 dernières années, j’ai traité en moyenne 234 dossiers contentieux avec un taux de succès de 80,4%.

Ainda, veja também como não incluir um resumo profissional no curriculum vitae para trabalhar em países de língua francesa:

Resumo profissional incorreto
Je suis un professionnel dévoué, performant, efficace et désireux d’apprendre. Je travaille comme avocat depuis un certain temps, avec le rêve de rejoindre des entreprises à l’étranger. Je suis spécialisé, je maîtrise des langues étrangères et suis doté de compétences clés. J’attends avec impatience l’occasion de montrer mon talent.
🎁Dica extra: É importante manter sempre um resumo profissional focado na vaga para a qual irá aplicar. Afinal, diferentes empresas valorizam diferentes tipos de qualidades e realizações. Então, sempre crie um resumo único para cada oportunidade de emprego que surgir.  Por exemplo, as realizações para um cargo de secretária médica são bem diferentes das relevantes para um cargo de assistente jurídica.

Por fim, se quiser começar agora mesmo, precisa aprender como fazer um currículo para buscar emprego. Deixamos alguns modelos de CV prontos caso se pergunte: como escrever meu cv e garantir mais vagas para entrevistas ou trabalhos?

Seções adicionais

As seções adicionais são partes do currículo que dão mais volume e desenvolvimento para seu perfil ou metas profissionais. Devem ser utilizadas de forma estratégica para tornar seu CV em francês mais atrativo e te destacar de outros candidatos.

Basicamente, existem três tipos de seções que você pode incluir no modelo de curriculum vitae em francês. Porém, podem variar de acordo com a descrição do anúncio ou país para o qual irá se candidatar a um trabalho. Veja quais são as principais e mais utilizadas:

Informations additionnelles (Informações adicionais)

Nas informações adicionais, você pode inserir dados complementares para seu currículo. Por exemplo, no caso de ainda estar no Brasil, informe quando chega ao país de destino, ou possíveis datas de início para trabalhar na vaga, se contratado.

Ainda, informe se já esteve ou já trabalhou em países de língua francesa, de maneira breve e objetiva. Veja alguns exemplos de como inserir essas informações em seus CVs:

  • “Je suis allé deux fois en France en tant que touriste en 2009 et 2015”.
  • “J’arrive en France en avril, avec la possibilité de commencer le poste dans la foulée”
  • “Je suis disponible immédiatement”

Ainda, existem várias outras maneiras de incorporar esse tipo de conteúdo no CV em francês. Portanto, sempre deixe de maneira clara  e objetiva seu cronograma de mudança e possível chegada ao local, para garantir mais chances de acesso à vaga.

Langues (Idiomas)

Para quem quer trabalhar fora e criar um CV em francês, saber outros idiomas é fundamental. Assim, sua língua nativa e outras adicionais podem te tornar um candidato mais completo. Afinal, em multinacionais você irá lidar com clientes de vários locais do mundo e vai precisar saber mais que algumas palavras..

Porém, o sistema de classificação na Europa é um pouco diferente do Brasil. Para medir o grau de formação e fluência, se usa uma escala que vai de A1 (básico) até C2 (fluente com domínio pleno). Alguns testes, como o DELF, DALF e TcF te dão essa escala.

Depois de fazer seu teste, confira a maneira correta de adicionar idiomas no seu currículo em francês: 👇

  • Portugais : natif
  • Français : courant (C1)
  • Anglais : intermédiaire (B1)

Contudo, alguns desses testes podem ser bem caros. Por exemplo, a prova de fluência total (C2) chega a custar R$796,00 para o DALF. Então, existem alguns outros testes básicos e gratuitos que podem te dar uma noção do nível de proficiência para adicionar ao CV.

Loisirs (Interesses)

Na França e em outros países de língua francesa, um currículo com seção de interesses pode ser importante. Afinal, nesses países a cultura valoriza bastante as atividades extracurriculares em um perfil profissional.

Portanto, adicione informações e dados que possam ter relação com a área para a qual quer se candidatar. Não inclua atividades que não tenham relevância no cargo. Se não houver nenhum interesse em comum, não precisa se preocupar, só não adicione a seção aos CVs.

Quais os principais erros na hora de fazer um currículo em francês?

Uma das principais dicas para escrever um CV em francês é sempre fazer uma boa revisão na ortografia. Afinal, os erros na escrita contam bastante para os recrutadores tanto aqui no Brasil, quanto em países no exterior.

Porém, não é apenas esse erro que pode fazer você perder sua vaga de emprego. Existem mais alguns equívocos clássicos que acabam prejudicando sua participação como candidato em processos seletivos, veja quais são e tenha ideia do que evitar:

  • Inserir C.R. com base nas universidades brasileiras;
  • Adicionar coeficiente de rendimento para vagas de trabalho plenas;
  • Currículos muito grandes (com mais de uma página);
  • Incluir idiomas sem comprovação de fluência;
  • Não seguir os indicadores do CV Europass;
  • Mistura de palavras em vários idiomas (Francês com Português)
  • Inserir um design que dificulte a leitura;

Mas se não quiser passar sufoco na hora de criar seu CV em francês, clique aqui. Você pode utilizar modelos pré-prontos e palavras chave para começar seu curriculum vitae e facilitar o desenvolvimento.

Portanto, aqui no site temos várias opções para te ajudar com a tarefa, aproveite essa informação.

Adicione uma carta de recomendação ou de apresentação

Apesar de não tão utilizadas, as cartas de apresentação podem ser uma forma eficaz de mostrar ao empregador um pouco mais sobre seu perfil. Assim, elas possuem conteúdos sobre sua carreira, realizações e preferências que não cabem no CV em francês.

Além disso, é necessário adicionar esse opcional como anexo, para dar ao recrutador a opção de escolher ler, caso se interesse pelo candidato. Então, crie um bom texto com informações que sejam relevantes para o desempenho do cargo.

Ainda, as cartas de recomendação também passam a visão dos clientes sobre como você atua no mercado de trabalho. Portanto, entram como anexos, caso seja necessário mostrar que você tem bons resultados como profissional.

📌Dica: Uma dica importante é criar sempre uma carta de apresentação para cada vaga ou anúncio da empresa. Afinal, cada empresa possui um tipo de recrutamento ou processo seletivo diferente, valorizando mais ou menos pontos em um perfil de funcionário. Portanto, trate cada oportunidade como única e não crie textos padrão para todas as vagas, adicione informação conforme for necessário para a candidatura.

Perguntas mais frequentes

Por fim, se ainda quiser conhecer um pouco mais sobre a criação de CV em francês, continue por aqui. Afinal, separamos mais algumas seções com perguntas frequentes, para deixar tudo o que você precisa entender nessa hora. Aproveite para ampliar seus conhecimentos:

Vale a pena adicionar C.R. no currículo em francês?

O Coeficiente de rendimento (C.R.) vale a pena para quem está procurando oportunidades de estágio durante a graduação. Caso contrário, não vale a pena inserir na página do currículo. Afinal, depois de ter o seu diploma, os recrutadores querem saber o que você já realizou atuando na área.

Normalmente se adiciona o currículo lattes em francês?

Para quem trabalha com a área acadêmica ou de pesquisa, incluir o currículo lattes é uma boa alternativa. Você pode colocar o link da página junto com o cabeçalho, no conteúdo de nome, dados pessoais e redes sociais de trabalho. Assim, o recrutador pode ler quando e se necessário.

Por fim, se você não quer perder tempo escolhendo um design e elaborando seções, podemos te ajudar aqui no site. Afinal, temos os melhores modelos de currículos em francês para escolher. Não deixe tudo para última hora e aproveite para aumentar suas chances no mercado de trabalho e ter melhores resultados.

CV Chef de Rayon FR Rotterdam.pdf

CV Chef de Rayon FR Riga.pdf CV Chef de Rayon FR Sydney.pdf
CV Chef de Rayon FR Prague.pdf CV Chef de Rayon FR Chicago.pdf

Artigos similares