Currículo de fotógrafo | Exemplos e modelos

Mas, não podemos esquecer da diferença que um bom currículo de fotógrafo pode fazer, especialmente para aqueles contratantes que ainda não estão muito familiarizados com o profissional em questão.

Classificação média para este modelo

5
Rated 5 out of 5
De 2 opiniões de clientes

Afinal, é o currículo que apresenta o profissional e as suas experiências, qualificações e habilidades. A partir do primeiro contato com o documento, os contratantes podem decidir se querem conhecer melhor o profissional ou não.

Exemplo de currículo de fotógrafo

Para começarmos a entender como montar um bom currículo, nada melhor que conhecer um modelo de currículo de fotógrafo:

Fabiana Souza Rodrigues da Cunha
Fotógrafa
São Paulo – Brasil | (11) 9999-9999 | fabi.fotografa@gmail.com

Redes sociais
Link para portfólio – LinkedIn – Instagram – Pinterest – Site

Resumo Profissional
Trabalho com fotografia há 9 anos, tenho experiência com foto filmagem, ensaios sensuais, infantis e de casais.

Experiência

2020 – atualmente
Studio Foto e beleza

São Paulo-Brasil
Fotógrafo (a)
Funções: Fotografa substituta.

2018 – 2020
Salão de beleza Corta e Lava
São Paulo – Brasil
Fotógrafo (a)
Funções: Fotografia para divulgação de produtos, Enquadramento de fotos de clientes.

Educação

2015 – 2018
Curso em Fotografia e enquadramento
Cidade-País
Escola de fotografia tudo bonito

2014 – 2015
Curso de Foto filmagem
Cidade-País
Escola de artes e cinema Luis Magalhães Jr.

Habilidades
Trabalho em equipe, criatividade, disponibilidade para viagens, excel, photoshop, InDesign

Idiomas
Português – nativo
Inglês – fluente
Espanhol – intermediário

Exemplo de currículo de fotógrafo autônomo

Enquanto alguns fotógrafos podem ter experiência de trabalho formal em empresas como estúdios, jornais e outros meios de comunicação, boa parte dos fotógrafos trabalha de maneira autônoma. Ou seja, sem vínculo empregatício com uma empresa, prestando serviço para uma série de diferentes clientes.

Assim, o exemplo de currículo de um fotógrafo autônomo precisará ser um pouco diferente do currículo de um fotógrafo que trabalhou formalmente em empresas, mais especificamente na parte da experiência.

Confira como isso pode ficar no exemplo abaixo:

Fabiana Souza Rodrigues da Cunha
Fotógrafa
São Paulo – Brasil | (11) 9999-9999 | fabi.fotografa@gmail.com

Redes sociais
Link para portfólio – LinkedIn – Instagram – Pinterest – Site

Resumo Profissional
Trabalho com fotografia há 9 anos, tenho experiência com foto filmagem, ensaios sensuais, infantis e de casais.

Experiência

2015 – atualmente
Autônoma
São Paulo-Brasil
Fotógrafa
Funções: Fotografia de ambientes, produtos e ambientes executivos. Experiência com books sensuais, infantis, casamentos e noivados.

Enquadramento de fotos de clientes.

Educação

2015 – 2018
Curso em Fotografia e enquadramento
Cidade-País
Escola de fotografia tudo bonito

2014 – 2015
Curso de Foto filmagem
Cidade-País
Escola de artes e cinema Luis Magalhães Jr.

Habilidades
Trabalho em equipe, criatividade, disponibilidade para viagens, excel, photoshop, InDesign

Idiomas
Português – nativo
Inglês – fluente
Espanhol – intermediário

No lugar de colocar o nome da empresa, o fotógrafo autônomo pode descrever no seu currículo os principais projetos em que trabalhou, como eventos, reportagens, documentários ou fotografia corporativa, por exemplo.

Caso tenha trabalhado como fotógrafo de sessões particulares como de gestantes, debutantes ou parto, ele também pode destacar isso, indicando o período que se dedicou à atividade.

Como fazer um currículo de fotógrafo

Dependendo do perfil do profissional e da vaga para a qual ele deseja se candidatar pode ser necessário fazer algumas alterações no modelo de currículo, enfatizando alguns aspectos mais do que outros.

Por exemplo, o que ganha destaque no currículo de um fotógrafo iniciante é diferente do que deve ser privilegiado no currículo de um fotógrafo diferente. Da mesma forma, o currículo de fotógrafo formado dá destaque há outros pontos que o currículo de um fotógrafo sem formação, mas com muita experiência.

Assim, para ficar mais claro como fazer uma excelente apresentação para diferentes casos, vamos conhecer um guia e um passo a passo do que se pode colocar no currículo de um fotógrafo.

O que colocar no currículo de fotógrafo?

O fotógrafo é um profissional com perfil criativo, tanto que muitos o consideram um artista. Logo, um currículo cronológico e todo formal não combina muito com a vaga. No entanto, criativo não quer dizer desorganizado.

Um bom currículo pode combinar elementos gráficos que remetem à criatividade e, ainda assim, ser capaz de passar a mensagem com clareza. Mas, para chegar a essa combinação é preciso pensar bem todas as etapas de elaboração de sua apresentação profissional.

Para facilitar o processo de montar o currículo e colocar as informações no documento, a checklist abaixo que traz o que colocar na sua forma de apresentação para empresas e serviços vai ajudar ainda mais:

  • Modelo de currículo;
  • Apresentação visual: pensar na estrutura, formatação, disposição das informações, elementos gráficos, fontes e cores, entre outros aspectos;
  • Título: nome completo, cargo, local de residência, telefone, e-mail, redes sociais profissionais e link para portfólio;
  • Resumo profissional;
  • Experiência;
  • Educação (formação acadêmica);
  • Habilidades (técnicas e sociais);
  • Idiomas;
  • Informações adicionais.

Apresentação visual de seu CV

Para que o currículo não tenha um ar tão formal, o profissional pode escolher trabalhar com duas cores. Por exemplo, preto e branco. Assim, ele pode fazer o fundo do cabeçalho na cor preta e escrever as informações em branco.

Ele pode usar o mesmo padrão para a coluna da esquerda e trocar na coluna da direita: deixar o fundo branco e escrever as informações em preto. Outras cores podem ser usadas, mas vale a pena fugir de colorações muito gritantes, pois elas incomodam os olhos e dificultam a leitura.

Confira abaixo outras dicas importantes para a apresentação visual de um CV de respeito:

  • Escolha fontes profissionais e fáceis de ler como Arial, Times New Roman, Helvetica ou Verdana. Você pode usar mais de uma fonte no currículo, mas tenha o cuidado de escolher fontes de formato parecido para manter uma uniformidade. Se as fontes forem muito diferentes, elas deixarão o currículo com um ar bagunçado;
  • Usar elementos gráficos ajuda a dar um aspecto criativo ao currículo. Por exemplo, você pode acompanhar o link do portfólio de uma imagem de câmera fotográfica, o e-mail de uma imagem de envelope e os links para as redes sociais profissionais dos logos das respectivas redes.
  • Resuma o currículo a uma ou no máximo, duas páginas;
  • Coloque o seu nome completo bem no topo do currículo, seguido por suas informações pessoais;
  • Tamanho da fonte: escolha um tamanho 11 ou 12. Já para separar as seções do seu currículo, deixe cada título (educação, experiência, entre outros) em negrito ou itálico e aumente um pouco o tamanho da fonte. Mas não exagere, para não ocupar espaço demais. A única exceção é para o seu nome no começo do currículo, que deve ser bem destacado;
  • Organize os itens das seções experiência e educação do mais recente para o mais antigo;
  • Preste muita atenção aos erros de português, revise e corrija, pois eles podem queimar o seu filme com o recrutador.

Porém, mais fácil do que seguir essas regras ao montar um currículo do zero é aplicá-las em um dos nossos modelos de currículo criativos já prontos.

Título e informações de contato

A primeira parte do currículo é aquela em que você se apresenta ao recrutador. Ele precisa não apenas saber quem você é, mas saber como entrar em contato com você.

Portanto, embora incluir o título e as informações de contato pareça ser a parte mais fácil, não deixe de dar atenção a ela e de conferir se está tudo certinho. Afinal, você não vai querer digitar um telefone, e-mail ou link para portfólio ou redes sociais profissionais errados, o que impediria o contratante de entrar em contato com você ou de conferir os seus trabalhos.

Para facilitar a inclusão do título e das informações de contato, siga a checklist:

  • Nome completo;
  • Cargo, no caso fotógrafo (a);
  • Local onde mora;
  • Telefone;
  • E-mail;
  • Redes sociais profissionais (LinkedIn, Instagram, Pinterest).

Evite colocar essas informações em texto corrido. Além de ir contra a ideia de criatividade que se recomenda para um currículo, começar com texto corrido, sem dar destaque às informações, dificulta a leitura.

A comparação abaixo mostra bem como é mais fácil visualizar as informações quando não se usa o texto corrido:

Fica bom

NOME DO PROFISSIONAL
Fotógrafo (a)
Cidade/País – Telefone – E-mail
LinkedIn – Instagram – Pinterest

Não fica bom

Nome do profissional
Rua, Número da casa, Bairro, Cep, Cidade, Estado. E-mail, Telefone.

Quem está montando um currículo de fotógrafo pode ficar em dúvida quanto a incluir ou não uma foto no documento. Para não errar, o melhor é colocar a sua foto apenas se o recrutador pedir.

Demonstre sua experiência

Quem busca contratar um fotógrafo espera, entre outras coisas, um profissional que seja capaz de entregar boas imagens. Para saber se ele consegue fazer isso, o recrutador precisa conhecer a experiência do profissional.

Com isso, podemos dizer que a experiência é uma parte bem importante do currículo de um fotógrafo, que merece um belo destaque. Portanto, para enfatizar a sua experiência, vale a pena apresentar seus trabalhos anteriores logo após o cabeçalho com seu nome, contato, portfólio e redes sociais profissionais.

Mais uma vez, facilite a leitura do recrutador e fuja do texto corrido. Separe as informações das suas experiências em dois blocos: um com o ano e local do trabalho e o outro com os detalhes do trabalho, como no exemplo:

2018-2020
São Paulo – Brasil
Salão de beleza Corta e Lava
Fotógrafo (a)

unções: Fotografia para divulgação de produtos, Enquadramento de fotos de clientes.

Caso você ainda não tenha experiência…

Para quem não tem muita experiência é ainda mais importante ter um portfólio digital e perfis profissionais em redes sociais para apresentar o seu trabalho. Coloque os links logo no começo do currículo para que o recrutador possa acessá-los e conhecer as suas fotos logo de cara.

Já para rechear a parte da experiência, você pode incluir trabalhos voluntários em fotografia, projetos fotográficos que realizou durante algum curso, trabalhos como assistente de fotografia e estágio.

Além disso, outra sugestão é complementar a seção de experiência com empregos anteriores à fotografia que tenham alguma relação com a vaga ou à atividade. Por exemplo, se você já trabalhou com comunicação, inclua isso. Se a vaga é para fotografar eventos e você já trabalhou em algum evento, informe isso também.

Educação: como incluir sua formação

Embora a experiência e o portfólio chamem mais a atenção no currículo de um fotógrafo, isso não significa que a formação não seja importante. Afinal, elas mostram como o profissional se qualificou ao longo da sua carreira.

Assim, é interessante apresentar a sua formação logo após a seção da experiência. Caso tenha feito faculdade de fotografia, não deixe de destacar que fez uma graduação na área. Mas, se a sua faculdade não foi em fotografia, também vale a pena mencionar, especialmente se for em uma área correlata, como algo em comunicação ou artes.

Do mesmo modo, inclua as oficinas e cursos livres de fotografia que você já fez. Além disso, cite também os cursos que ainda está fazendo com a informação “em andamento” ao lado. Por exemplo:

2020- em andamento Graduação em fotografia
São Paulo – Brasil Faculdade do Fotógrafo feliz

2019 – 2020 Workshop em fotografia feminina
Campinas – Brasil Studio Foto Felicidade

Fortaleça seu CV adicionando suas habilidades

Vale a pena separar um espaço do documento para incluir as suas habilidades, pois elas ajudam a reforçar o que você pode entregar como profissional e como está apto a executar o que o contratante deseja.

Inclua tantas habilidades técnicas (hard skills) quanto sociais (soft skills). Afinal, assim como um bom fotógrafo precisa saber lidar com programas de edição, ele também deve ser bom em lidar com pessoas.

Uma sugestão é apresentar as habilidades na coluna menor, do lado esquerdo do currículo, logo abaixo do currículo profissional. Você pode apresentar uma lista com as habilidades técnicas e sociais juntas ou separadas. Por exemplo:

Habilidades 

  • Trabalho em equipe;
  • Photoshop;
  • Criatividade;
  • InDesign;
  • Organização;
  • Lightroom;
  • Paciência;
  • Pacote Office.

Resumo profissional

Reservar um espaço bem no comecinho do currículo de fotógrafo para o resumo profissional pode gerar um bom impacto. Esta breve apresentação do profissional é capaz de prender a atenção e motivar o recrutador a conhecer melhor o candidato.

Mas, para isso, é preciso que o resumo profissional seja bem escrito. O ideal é ser direto, se limitar a um único parágrafo de três ou quatro frases e incluir as informações mais relevantes sobre a sua carreira para a vaga em questão.

Informações como anos de experiência, áreas onde já atuou na fotografia, principais habilidades, formação profissional e pontos fortes podem aparecer. Além disso, vale incluir algum prêmio que ganhou por suas fotografias.

Caso não caiba tudo, faça uma seleção e inclua o que pode ser mais impactante para a vaga em questão.

Fica bom

Com três anos de experiência comprovada, possuo ampla vivência no ramo de fotografias, contando em meu portfólio com belíssimo enquadramento, controle de iluminação e foco para tirar a foto perfeita.

Não fica bom

Sou muito dedicado(a), tenho muita vontade de tirar fotos profissionais e me destacar como profissional na área. Tenho 3 anos de experiência.

Seções adicionais para um currículo de fotógrafo

É bem provável que o portfólio seja a seção adicional mais importante para um fotógrafo. Afinal, ninguém vai contratar um fotógrafo sem conhecer o seu trabalho.

No entanto, ele não é a única. Idiomas, cursos complementares e até os interesses podem ser um diferencial quando o seu currículo é comparado com o de um profissional com perfil bem parecido com o seu.

Cursos para complementar o currículo de fotógrafo

Já falamos sobre os cursos diretamente ligados à fotografia que você pode apresentar na seção da educação do seu currículo. Mas, você também pode encorpar o seu documento com cursos complementares que sejam úteis para a vaga.

Citar cursos em edição de imagem e vídeo, diagramação e Pacote Office dão uma validação a mais às habilidades técnicas que você mencionou. Além disso, você pode incluir cursos que possuam alguma relação com a vaga, embora não sejam especificamente de fotografia.

Por exemplo, mencionar que fez um curso livre de redação jornalística pode ser útil quando a vaga é para fotógrafo de jornal.

Idiomas

A fluência em outros idiomas pode ser fundamental para conseguir participar de projetos que envolvem estrangeiros. Portanto, os idiomas que você sabe falar/ler/escutar não podem ficar de fora do seu currículo.

Uma opção é reservar um espaço para eles logo após as habilidades e descrever o nível de fluência ao lado de cada idioma, como no exemplo:

Idiomas
Português: nativo;
Inglês: fluente;
Espanhol: intermediário.

Interesses

Você ainda pode reservar a última parte do seu resumo profissional (ou outra área do currículo) para apresentar ao recrutador quais são os seus interesses dentro da fotografia.

Isso mostra qual caminho você deseja seguir dentro da profissão e pode ajudar principalmente quando a vaga é para um segmento que você ainda não fotografou. Afinal, você pode deixar bem claro que embora ainda não tenha trabalhado em projetos daquela vertente, eles fazem parte do seu interesse.

Dicas para otimizar seu currículo de fotógrafo

As dicas acima já ajudam bastante a montar um bom CV de qualidade. Mas, existem outras estratégias para melhorar ainda mais:

  • Atualize: conforme acumular novos trabalhos e cursos, não se esqueça de renovar o seu currículo e seu portfólio;
  • Personalize: estude o projeto para o qual você quer se candidatar e adapte o seu currículo para a vaga em questão, dando destaque ao que pode ser mais relevante para aquele trabalho;
  • Revise frequentemente: de tempos em tempos, releia o currículo para ver se não há erros. Peça para que seus amigos e parentes também leiam o documento, pois algum errinho sempre pode fugir dos seus olhos.

Resumo: escreva um currículo de fotógrafo pronto

Hora de recapitular! Vamos rever os pontos principais que você deve considerar ao montar o seu currículo :

  • Apresentação visual do seu CV;
  • Título: nome completo, cargo, local de residência, telefone, e-mail, link para portfólio e para redes sociais profissionais;
  • Resumo profissional;
  • Experiência;
  • Educação (formação acadêmica com cursos principais e complementares);
  • Habilidades (técnicas e sociais);
  • Seções adicionais: idiomas e interesses.

Complemente seu CV com uma carta de apresentação

Para aumentar as suas chances, além de enviar o currículo e o portfólio, anexar uma carta de apresentação é uma boa ideia.

Ela é uma espécie de resumo profissional mais longo, que pode ter até três parágrafos, em que você pode contar em mais detalhes a sua trajetória profissional e reafirmar o seu interesse na vaga.

É interessante redigir uma carta de apresentação diferente para cada vaga, colocando as informações mais relevantes para o projeto em questão.

Já que está aqui para usar um dos nossos modelos de currículo para fotografo, aproveite também para conhecer os nossos modelos de carta de apresentação.

Perguntas mais frequentes

Ficou alguma dúvida? Então, o nosso FAQ pode te ajudar:

O que escrever no e-mail ao enviar o currículo?

Seja educado, breve e finalize com uma mensagem gentil dizendo que aguarda o retorno do recrutador.

Quanto tempo devo esperar pelo retorno?

Tudo depende da vaga e da concorrência. Como nem sempre é possível saber quantas pessoas disputam a vaga com você, vale a pena esperar algumas semanas antes de entrar em contato com a empresa novamente.

Confira alguns dos nossos melhores modelos de currículo para fotógrafo

Falando nisso, já que está por aqui, que tal conhecer algum dos nossos modelos que funcionam muito bem para montar um currículo criativo de fotógrafo? Confira:

Acesse o nosso construtor de currículos para conhecer outros modelos interessantes de currículo de fotógrafo formado, autônomo ou experiente, entre outros perfis.

cv sem experiência para fotógrafo

escrever cv fotógrafo Exemplos de currículo de fotógrafo
cv com experiência para fotógrafo modelos de currículo de fotógrafo

Artigos similares