Currículo acadêmico | Dicas, exemplos e como fazer

A área de pesquisa no Brasil é bem ampla, com vários programas de incentivo para a especialização stricto sensu. Porém, para conseguir entrar nesse segmento de trabalho, é preciso fazer um currículo acadêmico, que se destaque.

Classificação média para este modelo

5
Rated 5 out of 5
De 1 opiniões de clientes

Afinal, tanto para trabalhar com pesquisa científica, quanto para ministrar aulas no ensino superior, é necessário ter um perfil profissional específico. Esse tipo de carreira exige muito estudo e dedicação, com salário médio de R$5.260,00, segundo a Revista Exame.

Portanto, se você tem interesse em trabalhar com pesquisa, mas não sabe como fazer um currículo acadêmico, podemos te ajudar. Para quem ainda se perde na hora de escrever um CV, deixamos um guia completo com alguns exemplos, modelos e dicas para ajudar na produção neste artigo.

Quais são os tipos de trabalho na área acadêmica?

Antes de chegarmos às vias de fato, sobre o currículo acadêmico como fazer, é preciso entender como funciona o meio acadêmico no Brasil. Isso porque ela é mais ampla do que somente a parte de pesquisas.

👉 Assim, a “academia” vem desde os tempos da Grécia antiga. Era um lugar onde Platão ensinava seus tutorados a ciência da filosofia, segundo o blog da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina.

Desde então, a “academia” tem uma relação com a educação, ensino e ciência, em suas variadas áreas. Portanto, não fica limitada apenas à pesquisa científica, mas também às especializações e ensino superior. Dentro desse segmento, você pode trabalhar com:

  • Pesquisa e desenvolvimento em sua área de formação (área teórica e de experimentação – com ou sem bolsa);
  • Professor universitário (no ensino superior, dentro das faculdades);
  • Programas de Mestrado e Doutorado em sua área de formação, com linhas de pesquisa próprias ou tuteladas);
  • Produção científica (análise e divulgação de resultados dentro das linhas de pesquisa).

Viu só como existem vários outros tipos de atuação para esse segmento? Então, para acessar esses tipos de trabalho, é preciso criar um currículo específico, um pouco diferente do tradicional, chamado de currículo acadêmico.

O que é um currículo acadêmico?

Se você estiver se perguntando: “o que é um currículo acadêmico?” A resposta é super simples: ele é um compilado de suas informações profissionais e educacionais, voltado para a área de produção científica.

Então, ele é direcionado para suas realizações dentro da faculdade, especializações, produções científicas, estágios e outros feitos no segmento de ensino. Diferente do CV tradicional, ele é voltado para esse tipo de conteúdo, com experiências mais direcionadas para a educação.

Por exemplo, se você realizou produções durante o curso superior, como iniciação científica, publicação de artigo em revista, é esse tipo de conteúdo que deve estar em seu CV. O foco é totalmente para montar um perfil profissional de pesquisador ou educador.

Currículo acadêmico ou currículo lattes: qual a diferença?

Agora que você já sabe o q é currículo acadêmico, pode se lembrar do CV Lattes e ter dúvidas sobre as diferenças entre um e outro. Mas não se preocupe, vamos desenrolar esses conceitos para que entenda melhor.

👉 A plataforma Lattes nasceu em 1999, quando o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) instituiu sua criação, segundo a Revista Galileu. A finalidade era agrupar os dados de estudantes e pesquisadores em uma só base de dados, que fosse mais acessível.

Com isso, o Lattes passou a ser uma forma mais “formal” de apresentação do CV acadêmico, já que contém os dados e realizações dentro dessa área. Por isso, “nem todo currículo é lattes, mas todo Lattes é um currículo”.

A diferença do currículo lattes acadêmico para um tradicional, são os conteúdos. O CV tradicional visa o emprego direto no mercado de trabalho, enquanto que o Lattes funciona especificamente para a área acadêmica.

Exemplo de currículo acadêmico

Para montar um currículo acadêmico profissional, é preciso ter noção de qual segmento você quer, dentro da área acadêmica. Essas informações podem ajudar na hora de selecionar suas qualificações e realizações, tornando o currículo mais completo.

Por exemplo, se você tem a opção trabalhar com pesquisa e desenvolvimento, as habilidades são diferentes dos candidatos que queiram dar aula em uma universidade. Então, o foco e a  seleção de conteúdos podem mudar. Pense sobre qual futuro gostaria de seguir, e então comece a fazer um currículo.

Para ajudar a ter inspiração, caso você ainda esteja perdido, criamos um modelo de currículo acadêmico. Aproveite para ver como ficam organizadas as seções e quais conteúdos adicionar em seu CV:

Patrícia Neves Matera
Doutora em Psicologia Forense
+55 (21) 99756-2301
docpatriciamatera@gmail.com
https://www.linkedin/in/docpatriciamatera
Site currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/062864675082286584

Resumo de qualificações
Doutora em Psicologia forense, com Mestrado na área de comportamento criminal e graduação em Psicologia pela USP. Possuo 3 anos de experiência na produção e desenvolvimento de pesquisa científica, como pesquisadora e professora no curso de pós-graduação em análises criminais da UNESP. Ganhadora do Prêmio Mérito Acadêmico do CFP em 2021, pela adaptação do método de avaliação de transtorno de personalidade antissocial.

Experiência
Corpo docente, professora adjunta – Curso de pós graduação em análises criminais (UNESP – São Paulo/SP)
2020 – Atual

  • Condução das aulas de perícia comportamental, análises psicológicas, ciências sociais e avaliação psicológica de conduta criminal; Carga horária: 30 horas semanais, 5 turmas de alunos.

Pesquisador em dedicação exclusiva – Laboratório de psicologia forense – USP (Universidade de São Paulo/SP)
2018 – 2021

  • MATERA, P.N. Alterações e aplicabilidade de protocolo para identificação de criminosos com potencial risco de soltura no Hospital Prisional de Taubaté. Faculdade de psicologia da USP, 2021.
  • MATERA, P.N; FACCHI, J.P. Aspectos morfofisiológicos do cérebro em pacientes com diagnóstico de transtorno de personalidade antissocial – estudo de 50 casos.  Faculdade de psicologia da USP, 2019;
  • MATERA, P.N; FACCHI, J.P.; CALAZAN, R.B. Bases da psicologia para inimputabilidade de criminosos com transtorno de personalidade antissocial. Faculdade de psicologia da USP, 2018.

Educação

Doutorado em Psicologia forense – UNESP (São Paulo/SP)
2018 – 2022
Tese: A implicação dos danos funcionais no córtex pré-frontal para a formação do indivíduo com TPA.

Mestrado em comportamento criminal – USP (Universidade de São Paulo/SP)
2018 – 2019
Dissertação: Padrões de comportamento estereotipado e display comportamental em pacientes com diagnóstico de transtorno de personalidade antissocial e conduta criminal.

Graduação em Psicologia  – Universidade de São Paulo (USP)
2013 – 2017

  • Prêmio de reconhecimento para Alunos em 2015.

Habilidades

  • Escrita e comunicação oral;
  • Competências da área de formação;
  • Independencia intelectual;
  • Conhecimentos de informática e tecnologia;
  • Curiosidade científica (hipotética, inquisitiva);
  • Auto gerenciamento;
  • Atenção aos detalhes;
  • Flexibilidade;
  • Colaboração;
  • Resiliência.
Note que o foco das experiências é direcionado para montar um bom perfil profissional para a área acadêmica, não prática. Além disso, observe o formato das seções e como os dados foram organizados dentro do CV.

É importante lembrar que todas as informações e configurações que você faz no documento profissional revelam um pouco sobre seu perfil. Por isso, mantenha sempre a organização, objetividade, clareza e eficiência ao escrever seu CV.

Modelo de currículo acadêmico para estágio

Para quem ainda não tem bagagem dentro da área, ou está na graduação, é preciso criar um currículo acadêmico para estágio. Assim, você pode desenvolver as aptidões e qualificações necessárias para ter destaque dentro deste segmento.

No caso da área de pesquisa, é um pouco mais simples conseguir um estágio tendo mais conhecimento teórico, do que experiência. Para lecionar, existem várias instituições pelo país que contratam professores iniciantes, mas com as devidas especializações.

Portanto, não se desespere: sempre existe uma oportunidade para começar sua carreira, se você se preparar para isso. Então, confira nosso modelo currículo acadêmico para quem está começando a dar os primeiros passos no mercado:

Thaís Martins Santos
Médica Veterinária
+55 (13) 99465-5602
E mail: thaismsantos@gmail.com
https://www.linkedin/in/thaismsantos
Site currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/062864675082286584

Resumo de qualificações
Profissional competente e comprometido com o bom andamento das rotinas laborais. Em trabalhos anteriores, executei funções e tarefas que demandam conhecimento da estrutura e funcionamento da profissão e ajudaram inclusive nas competências durante a graduação.

Procuro uma oportunidade de executar os conhecimentos e potencial adquiridos durante  a graduação. Sou um profissional dedicado e organizado, que pretende colaborar também para o crescimento da empresa.

Experiência
Estagiário de Medicina Veterinária  – Laboratório de anatomia da USP (São Paulo/SP)
2013 – 2014

  • Auxílio na dissecação de peças para estudos anatômicos;
  • Catálogo de peças e contagem de estoque, manutenção e relatórios de reposição de cadáveres;
  • Estudos e produção de iniciação científica – Aspectos anatômicos em rins de cães com diferentes raças submetidos à necropsia

Educação

Pós graduação em Anatomia Veterinária – Unimar (São Paulo/SP)
2018 – 2020 (1500 horas) –
Artigo publicado: Comparações morfológicas entre corações de 5 espécies de animais domésticos – Santos, T.M, 2021.

Graduação Medicina Veterinária – Universidade de São Paulo (USP)
2013 – 2018 (5000 horas) –
TCC publicado: Achados necroscópicos em cadelas com diagnóstico de tumores mamários – Santos, T.M, 2019.

Habilidades

  • Cursos de graduação;
  • Especializações e pós-graduações
  • Idiomas;
  • Raciocínio lógico;
  • Resolução de problemas;
  • Trabalho em equipe;
  • Senso crítico;
  • Disciplina;
  • Postura ética;
  • Auto gerenciamento.
Note que as habilidades e formação acadêmica se destacam, valorizando os pontos fortes do candidato. Assim, ele também serve como currículo vitae para intercâmbio acadêmico, caso essa seja sua intenção ao escrever o documento.

Afinal, o que adicionar em um currículo acadêmico?

Um currículo perfil acadêmico precisa ter uma certa distribuição de conteúdos, para tornar o candidato apto a exercer sua função. Mas escolher o que vale a pena colocar ou não no CV, pode gerar dúvidas em profissionais e estudantes.

👉 Para facilitar na escolha, separamos alguns tipos de conteúdo que podem ser funcionais para esse documento, confira quais são:

  • Graduações, especializações (lato e stricto sensu);
  • Link do site para currículo Lattes atualizado;
  • Cursos complementares de relevância para a área;
  • Publicações, produções acadêmicas, artigos, monografias de relevância;
  • Estágios e trabalhos voluntários dentro da área acadêmica;
  • Produções individuais e coletivas;
  • Nível de fluência em idiomas;
  • Reconhecimentos e méritos entre os alunos da graduação;
  • Carta de apresentação ou carta de recomendação;
  • Habilidades técnicas e comportamentais de relevância.

Ainda, é preciso verificar com atenção os anúncios de vagas, para cumprir outros requisitos que possam surgir. Algumas vezes os recrutadores usam esse tipo de artifício para analisar a capacidade de atenção e cumprimento de normas dos candidatos.

Não esqueça da apresentação visual de seu CV

Mesmo que você escreva um currículo acadêmico simples, é sempre fundamental prestar atenção na apresentação. Como membro da academia, você precisa seguir normas e regras de produção dos conteúdos, o que também se aplica ao CV.

A Academia Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) possui métodos específicos para a elaboração de documentos, como papers, artigos e monografias. Causa uma boa impressão atribuir também esses parâmetros de formatação e confecção em seu CV.

Por isso, mesmo que não haja uma norma específica para a criação de curriculum vitae, existem práticas padrão para essa tarefa. Isso passa um ar de seriedade e comprometimento com a rigidez que o método científico exige na prática da profissão.

⚠️Atenção: Outro ponto importante é o modelo de currículo acadêmico para imprimir ou enviar nas candidaturas. Se puder escolher, opte sempre pelo tradicional PDF. Como esse estilo de CV é um pouco maior, você não vai querer que ele desconfigure assim que o recrutador abrir, não é? Portanto, escolha um formato que não pode ser alterado depois de encaminhar, evitando documentos em Word.

Cabeçalho e informações de contato

O cabeçalho é uma das primeiras partes que o recrutador costuma olhar em um currículo acadêmico. Por isso, é tão importante quanto outras seções, já que tem o efeito de “primeira impressão” durante a leitura.

👉 Portanto, mantenha sempre seus dados organizados e bem configurados, de forma que os recrutadores possam encontrar o que precisam sem problemas.

Para tornar mais simples a confecção, criamos um modelo de cabeçalho, com exemplos práticos. Aproveite para conferir como organizar seus dados de contato nessa seção:

Cabeçalho Recomendado
Patrícia Neves Matera
Doutora em Psicologia Forense
+55 (21) 99756-2301
docpatriciamatera@gmail.com
https://www.linkedin/in/docpatriciamatera
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/062864675082286584

Confira como não adicionar um cabeçalho ao seu mini currículo acadêmico exemplo, evitando erros importantes na redação do documento:

INCORRECT
Psicologia forense
Patrícia Neves Matera
Rua Vinte e Cinco de Maio, N° 5568 – apto 5
Divorciada, 35 anos nasc: 17/03/1987
E mail: patymatera@gmail.com
Telefone (21) 99756-2301
https://www.linkedin/in/patricianmatera

Note que no segundo exemplo, sobram informações desnecessárias, como estado civil, data de nascimento e endereço. Em contrapartida, faltam dados como o Lattes, código de área do telefone e a organização correta, com destaque para o nome, que acaba se perdendo entre tantos conteúdos.

Adicione boas experiências na área acadêmica

Um currículo de acadêmico precisa ter boas experiências, focadas no tipo de cargo para o qual está se candidatando. Dessa forma, mostra desenvoltura nas rotinas de trabalho e uma preparação maior para ocupar cada oportunidade.

Porém, muitos profissionais ficam em dúvida do que é importante ou não inserir nas experiências. Por isso, separamos uma lista com algumas sugestões para você conferir e selecionar entre suas qualificações:

  • Produção acadêmica relevante (artigos, publicações, monografias na área de formação);
  • Atuação em laboratórios, centros de pesquisa e desenvolvimento;
  • Participações como orientador ou consultor acadêmico;
  • Cargos como professor (titular, substituto ou assistente);
  • Estágios e trabalhos voluntários realizados durante a graduação.

E quem ainda não tem experiência na área?

Quem ainda não começou a trabalhar na área, não precisa se desesperar. Afinal, a preparação para o universo acadêmico leva um tempo, mas sempre tem um lugar para dar os primeiros passos. Portanto, você precisa valorizar suas experiências em outros locais.

Possivelmente, se você deseja a área de ensino, já teve algum contato com estágios ou trabalhos voluntários. Então, esse tipo de experiência pode ajudar na hora de mostrar ao recrutador que você possui conhecimento prático da ocupação.

Portanto, confira como adicionar esse tipo de experiência ao currículo acadêmico, deixando seus pontos fortes em evidência para o empregador:👇

Exemplo Correto
Estagiário de Medicina Veterinária  – Laboratório de anatomia da USP
2013 – 2014
  • Auxílio na dissecação de peças para estudos anatômicos;
  • Catálogo de peças e contagem de estoque, manutenção e relatórios de reposição de cadáveres;
  • Estudos e produção de iniciação científica – Aspectos anatômicos em rins de cães com diferentes raças.
Mesmo se for montar um mini currículo acadêmico, confira também quais os principais erros que deve evitar ao adicionar suas experiências:
Exemplo Incorreto
Estagiário de Medicina Veterinária  – Laboratório de anatomia da USP
2013 – 2014
  • Dissecação de cadáveres
  • Controle de estoque
  • Iniciação científica
Na hora de escrever esta parte de seus modelos de currículos, evite ser extremamente objetivo. Aproveite para detalhar de forma objetiva suas principais funções e atividades desempenhadas, para mostrar conhecimento de uma rotina de trabalho.

Adicione suas habilidades e valorize seus pontos fortes

Seja em currículo acadêmico, planos e projetos de ensino, as habilidades são uma forma eficaz de valorizar seus pontos fortes como profissional. Por isso, sempre existe a indicação de selecionar bem e adicionar em seus currículos.

👉Portanto, descubra algumas habilidades técnicas e comportamentais que os recrutadores costumam valorizar em processos de seleção das vagas:

Habilidades comportamentais (soft skills)

  • Trabalho em equipe;
  • Senso crítico;
  • Disciplina;
  • Postura ética;
  • Auto gerenciamento de tempo;
  • Atenção aos detalhes;
  • Flexibilidade;
  • Colaboração;
  • Resiliência.

Habilidades técnicas (hard skills)

  • Cursos de graduação;
  • Especializações e pós-graduações
  • Idiomas;
  • Raciocínio lógico;
  • Resolução de problemas;
  • Escrita e comunicação oral;
  • Competências da área de formação;
  • Independencia intelectual;
  • Conhecimentos de informática e tecnologia;
  • Curiosidade científica (hipotética, inquisitiva).

Resumo profissional no currículo acadêmico

Na hora de aprender como montar um currículo acadêmico, o resumo profissional também é uma parte importante. Afinal, ele mostra suas principais realizações dentro da área, de forma objetiva e clara.

👉 Para escrever seu resumo profissional é preciso manter o conteúdo em até 6 linhas, citando suas realizações dentro do campo de atuação.

Criamos alguns exemplos práticos para te mostrar como funciona a escrita desta parte do CV, confira:

Exemplo Correto
Doutora em Psicologia forense, com Mestrado na área de comportamento criminal e graduação em Psicologia pela USP. Possuo 3 anos de experiência na produção e desenvolvimento de pesquisa científica, como pesquisadora e professora no curso de pós-graduação em análises criminais da UNESP. Ganhadora do Prêmio Mérito Acadêmico do CFP em 2021, pela adaptação do método de avaliação de transtorno de personalidade antissocial.

Veja também um exemplo de como não escrever seu resumo profissional no currículo acadêmico:

Exemplo Incorreto
Professora de psicologia com doutorado em psicologia forense com bolsa integral, apaixonada pela área criminal. Possuo grande formação e desempenho nessa área, sempre adicionando bons resultados e conhecimentos para a pesquisa científica brasileira.

Note que o segundo exemplo possui um forte apelo pessoal, mas poucas informações sobre os “bons resultados” do candidato. Portanto, mantenha a redação desta seção focada em objetividade, mas com dados relevantes para o recrutador conhecer sua competência.

E para quem ainda não sabe  como fazer um currículo para buscar emprego, o problema acaba agora. Temos algumas ferramentas aqui no site que podem resolver sua situação e tornar a tarefa de escrever currículos muito mais simples.

Seções adicionais

As seções adicionais são partes dos currículos onde você pode informar outros dados que não cabem nas partes tradicionais. Por isso, mostram mais conteúdos importantes, como as línguas estrangeiras, especializações e interesses relevantes.

Porém, eles devem ser adicionados de acordo com a estratégia para as vagas e cargos que quiser ocupar. Lembre sempre que todas as informações mostram um pouco sobre seu perfil profissional, então aposte em conteúdos que tenham relevância para seu CV.

Cursos complementares

No caso da área acadêmica, os cursos complementares são um pouco diferentes dos currículos tradicionais. Já que para área de ciência e pesquisa, a produção teórica e especializações têm um valor muito grande.

👉Confira algumas opções de cursos complementares que podem ajudar a melhorar ainda mais seu perfil profissional e aptidões para a academia:

  • Pós graduação stricto sensu (mestrado e Doutorado);
  • Produção científica e escrita acadêmica;
  • Práticas em laboratório;
  • Cursos de idiomas;
  • Cursos de informática e conhecimentos tecnológicos;
  • Disciplinas pedagógicas e cursos para tecnologias e práticas em educação;
  • Conhecimentos complementares dentro da área de formação.

O mais importante é entender como funciona a pesquisa ou docência e quais as novidades em cada segmento. Assim, se manter atualizado e dentro das principais tendências para cada tipo de formação. Nunca deixe de estudar, já que o mercado demanda profissionais cada vez mais especialistas.

Idiomas

Como grande parte da produção acadêmica possui bases na inovação e pesquisa de outros países, ter um segundo idioma (ou mais) é fundamental. Por isso, grande parte dos processos seletivos de Mestrado e Doutorado também possui uma prova de proficiência em inglês.

⚠️Mas atenção: o tipo de idioma necessário é focado na linguagem técnica, com termos dentro da área de formação, o que pode influenciar no grau de proficiência. Além disso, é importante ter testes e certificados para comprovar o nível de fluência no sistema internacional.

Portanto, confira qual a forma correta de incluir seus idiomas no currículo acadêmico: 👇

  • Português: Nativo
  • Inglês: Fluente (C2)
  • Chinês: Intermediário (B2)
  • Alemão: Intermediário (B1)
💡Fato: Segundo o levantamento feito pelo Jornal Folha de São Paulo, em 2020, a China lidera o ranking de produção científica no mundo, seguida de perto pelos Estados Unidos. Em terceiro lugar fica a Alemanha. Esses países acabam formando a base científica para referências nos trabalhos brasileiros, o que pode influenciar nos idiomas mais relevantes na área.

Interesses

Os interesses também são um bom conteúdo para adicionar em seu CV, caso pratique atividades extracurriculares que sejam relacionadas. Assim, alguns candidatos possuem hobbies que fornecem maiores competências para o desempenho da função.

Por isso, se você tem preferências que te dão maior qualificação para a área acadêmica, não deixe de mencionar em seu CV. Dessa forma, o recrutador pode te conhecer um pouco melhor, e você se tornar um candidato de maior destaque e interesse.

Aprenda algumas dicas para otimizar seu currículo acadêmico

A otimização é a parte da elaboração do CV que permite tornar o conteúdo mais interessante. Não adianta somente se preocupar com o conteúdo e esquecer da parte visual. Afinal, o nosso cérebro possui padrões de funcionamento que buscam conteúdos otimizados.

👉 Portanto, para manter a leitura dinâmica, é preciso aplicar algumas técnicas de otimização. Com isso, o recrutador pode se sentir mais impelido a continuar acompanhando seu CV.

Para te ajudar com a tarefa, deixamos uma lista de dicas importantes para tornar seu documento mais atrativo, confira:

  • Capriche na escrita e revise erros de ortografia do curriculo;
  • Mantenha as informações organizadas, sem poluição visual;
  • Escolha um layout que passe profissionalismo e ética;
  • Mantenha as seções bem espaçadas e com os títulos em negrito;
  • Utilize fontes tradicionais e de fácil assimilação visual (Times New Roman e Arial, tamanho 12);

Pense sempre em tornar o conteúdo agradável visualmente, sem muita informação ou conteúdos “acumulados”. Como o CV acadêmico não precisa ter necessariamente uma página, você pode organizar os dados de maneira mais estética.

Confira um checklist para revisar seu currículo acadêmico passo a passo

Então, é a hora de realizar uma boa revisão em seu CV. Essa etapa garante que você não deixe passar nenhum erro ou falta de informações. Com isso, pode criar currículos melhores e de maior interesse para o empregador.

Afinal, escrever um bom CV não é como uma receita de bolo. É preciso praticar, testar e analisar os feedbacks para construir documentos cada vez mais bem preparados.

Portanto, não deixe de conferir, passo a passo, todas as informações que adicionou em seu curriculo. Você não vai querer perder a vaga por causa de um dado faltando, ou um erro que o corretor não pegou, não é?

  • Cabeçalho: Identificação e contatos (nome, email, número de telefone, sites profissionais);
  • Apresentação: Resumo das suas qualificações e seu objetivo profissional
  • Experiência: Locais, empresas ou atividades que desempenhou antes
  • Educação: Nível de escolaridade e especializações relevantes para a área
  • Habilidades: soft skills (comportamentais) e hard skills (técnicas)
  • Idiomas: Grau de proficiência em idiomas
  • Certificados: Cursos realizados e outras adições à sua qualificação de estudos, projeto de pesquisa com e sem bolsa, site criado e outros
  • Voluntariados: Serviços em ONGs e NPOs
  • Prêmios: Entrevistas, Programa de TV, matérias com mais visualizações e outros méritos
  • Interesses: Preferências, hobbies e outros dados relevantes
  • Anexos: carta de apresentação ou de recomendação

Então, se mesmo com o checklist ainda estiver difícil escolher o que adicionar ao CV, clique aqui para resolver o problema. Aqui no site temos algumas ferramentas que podem te dar ideias na hora de escrever bons currículos. Não perca a oportunidade de facilitar a escrita dos seus documentos profissionais.

Escreva uma boa carta de apresentação

No caso de um modelo de currículo acadêmico, a carta de apresentação pode fazer toda a diferença. Afinal, você pode contar mais sobre sua trajetória educacional, como alunos ou em pesquisas, o que não couber em outras seções.

Assim, o recrutador tem acesso a mais dados sobre suas qualificações, habilidades e competências. Ainda, pode verificar sua escrita e perfil de trabalho, pela maneira como organiza suas informações na carta de apresentação. Mas lembre de seguir os parâmetros:

  • Número máximo de uma página A4, com fonte 12;
  • Inclua saudações no início e fim do documento;
  • Se atenha a realizações da carreira;
  • Também finalize o documento em PDF;
  • Conte um pouco sobre suas principais qualidades;
  • Foque em mostrar ao recrutador porque você é a melhor escolha.
📌Dica: Assim como no caso dos conteúdos de curriculum vitae tradicional, é preciso criar boas cartas de apresentação focadas na originalidade. Assim, você pode adaptar os textos para opção de oportunidade ou vaga dentro da área acadêmica. Evite criar textos padronizados na carta de apresentação para todas as vagas que for aplicar candidatura.

Perguntas frequentes

Por fim, ainda separamos mais alguns tópicos com perguntas frequentes de estudantes e acadêmicos que estão criando um curriculum vitae. Portanto, aproveite para conferir e aumentar seus conhecimentos, produzindo CVs incríveis para fazer sua carreira decolar no processo seletivo.

Qual a importância do Currículo Lattes para a vida acadêmica?

O Curriculo Lattes é um modelo agregado de todas as suas realizações, dentro de uma plataforma reconhecida nacional e internacionalmente. Por isso, ele possui uma relevância grande dentro da área, sendo uma das ferramentas mais utilizadas para candidaturas.

Só o currículo é suficiente para trabalhar na área acadêmica?

Isso depende muito de qual a instituição, objetivo e vagas de emprego. Normalmente, existem etapas do processo seletivo para conseguir um cargo acadêmico. Por isso, existem outros tipos de qualificação, provas e seleções para as quais é preciso estar preparado.

Qual a diferença entre currículo acadêmico e histórico acadêmico?

O histórico acadêmico currículo é um compilado de suas notas durante toda a parte educacional. Ele também pode ser usado para conseguir vagas de emprego na área, mas normalmente é uma parte válida dentro das etapas de seleção, diferente de fazer um currículo tradicional.

Por fim, se você curtiu esse conteúdo, mas ainda está com dificuldade para começar seu documento profissional, não deixe esta página. Temos algumas ferramentas com exemplos prontos e os melhores modelos de currículo acadêmico. Aproveite para começar sua carreira agora mesmo, sem complicações.

Artigos similares